loading

O Instituto Indaiá é um hospital especializado em psiquiatria e desenvolve suas atividades desde 1973.

Seus sócios fundadores, Paulo de Tarso Ubinha e Abel Francisco Vieira Job (in memorian) desenvolveram um projeto modelo voltado a saúde mental. Nossa área de atendimento abrange não só a cidade de Campinas, Indaiatuba e cidades vizinhas, mas pacientes de outros Estados que buscam os mais diversos tipos de tratamento em nossa área de atuação. O Instituto Indaiá trata dependentes de álcool e drogas, portadores de depressões severas, esquizofrenia, transtorno bipolar, entre outros transtornos, contando com um projeto terapêutico multidisciplinar, desenvolvido por equipe pluriprofissional.

Atualmente possui 46 leitos para internação particular ou por meio dos principais convênios de saúde com regime de internação integral e hospital-dia.

Fotos

Vídeos

Nossos tratamentos

Apresentamos um tratamento individual e moderno, buscando a recuperação física, mental e psicológica dos pacientes bem como sua reinserção social. O tratamento visa o atendimento pluridisciplinar, considerando o homem e suas diversas facetas mente, corpo e espírito, com abordagem bio-psico-social, em interação dinâmica, feita por equipe multiprofissional.
Simplicidade, integridade, responsabilidade, respeito e compreensão do paciente.

Drogas e psiquiatria

Desde tempos imemoriais, por intuição, os povos primitivos ancestrais sabiam do efeito de substancias naturais sobre o comportamento, usadas em rituais para produzir estados mentais alterados, pelo uso de ervas e cogumelos. Exemplos disso são o chá de ayahuasc[...]

Transtorno bipolar

No século XIX, vários psiquiatras descreveram quadros de euforia e de depressão que se caracterizavam por ter um caráter cíclico, isto é, aparecerem em fases de duração determinada e depois desaparecerem. Havia muitas formas dessa [...]

Esquizofrenia

A esquizofrenia é o transtorno mental típico: de causa desconhecida, efeito devastador na mente do indivíduo, nas suas relações sociais e de trabalho, incapacitante e incurável, em geral incidente em adolescentes e jovens, decretando-lhes um dest[...]

Borderline

O termo borderline encontrou uma aceitação generalizada entre as pessoas portadoras de transtornos mentais e não é incomum encontrarmos pacientes se autodefinindo como “eu sou um borderline”. Mas também é frequente que um paciente nos[...]

Depressão

A depressão é geralmente confundida com tristeza. Mas ficar triste é uma reação afetiva normal, por mais doída que seja, e se consome com o trabalho de luto, quando se trata da perda de uma pessoa querida. Nada tem a fazer o psiquiatra ante esse [...]

Acoolismo

O termo alcoolismo tem uma extensão semântica maior do que significar apenas uma doença psiquiátrica. O hábito de beber ocorre em países de clima frio para amainar os efeitos das baixas temperaturas e aquecer o c[...]